"Através da Superfície" chega ao Centro Cultural de Cascais

CCCsuperficie 

 Foi inaugurada no passado dia 8 de fevereiro, no Centro Cultural de Cascais a exposição "Através da Superfície", de Rui Matos, que ficará patente naquele espaço, até 7 de abril. Uma mostra onde o escultor remete o visitante para as origens da linguagem visual e da escultura. A organização é da Fundação D. Luís I e da Câmara Municipal de Cascais, no âmbito da programação do Bairro dos Museus.

 
 
 
 
Em Através da Superfície, os pequenos detalhes ganham força e “os corpos escultóricos movem-se no ambiente, criando uma singular presença, em contraponto com as variações de linhas e formas, numa linguagem plástica do Universo”, adianta a artista plástica e investigadora Joana Consiglieri.Rui Matos nasceu em Lisboa em 1959.
Vive e trabalha em Portugal, próximo de Sintra. Formou-se em escultura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, entre 1980 e 1987.
Com um trabalho focado na escultura, Rui Matos tem vindo a utilizar diversos materiais, entre os quais ferro, pedra, ardósia e bronze fundido. Expôs pela primeira vez em Lisboa, em 1987. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian em 1993. A sua obra está representada em várias coleções particulares, instituições e na arte pública. É autor de várias esculturas públicas em Durbac (Alemanha), Lisboa, Cascais, Chaves, Oeiras, Portalegre, Belver, Almada, Vila Nova de Gaia, Vila Franca de Xira, São Pedro do Sul, Aveiro, Alfândega da Fé e Caldas da Rainha.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
cyberjornal, 9 Fevereiro 2019

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!