Elektra no CCB

ElektraO Grande Auditório do Centro Cultural de Belém recebe hoje, ao fim da tarde, pelas 20 horas “Elektra. de Richard Strauss {1864-1949} - em versão semi-encenada. Ópera em um ato, libreto de Hugo von Hofmannsthal {1874-1929} segundo Sófocles

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Elektra18

«Premonitório e tremendo, um acorde orquestral, inicia e remata porventura a mais sangrenta de todas as óperas: um pai (Agamémnon) entrega a filha (Ifigénia) à deusa em troca de uma expedição venturosa, a sua mulher (Clitemnestra) vinga-se assassinando-o no ajudada pelo seu amante (Égisto). Uma filha (Electra) anseia a hora da vingança pela morte do pai, e a irmã (Crisotémis), dócil e fértil, espera somente o amor de um homem. Após tão esperado regresso, será o irmão delas (Orestes) a matar a própria mãe e o amante.

Num só ato de rara violência vocal e orquestral, eis a recriação freudiana da tragédia de Sófocles onde um sublime lirismo alterna com a obsessão histérica e violenta de Electra, princesa de Micenas. Um quarto de século após Parsifal e um quarto de século antes do advento do nazismo, Elektra marca o primeiro encontro de Richard Strauss com uma figura feminina da Antiguidade (seguir-se-iam Ariadne, Helena, Dafné e Dánae) e também com Hugo von Hofmannsthal, autor e poeta vienense que escreveria, nos 20 anos seguintes, mais cinco libretos para Strauss numa das mais notáveis parcerias da História da Ópera. Elektra assinalará o regresso Portugal do soprano alemão Nadja Michael que tem vindo a notabilizar-se internacionalmente em repertório de Wagner, Strauss, Janácĕk e Bartok.»

Para além do espectáculo apresentado hoje, esta ópera pode ainda ser vista, nos próximos dias 4 (16h) e 7 (20h) de fevereiro de 2018.

 

 

 

Ficha Técnica:

 

Direção Musical Leo Hussain
Encenação 
Nicola Raab
Cenografia e figurinos Luís F. Carvalho
Desenho de Luz 
Nuno Meira

Elektra Nadja Michael
Chrysothemis Allison Oakes
Klytämnestra Lioba Braun
Orest James Rutherford
Aegisth 
Marco Alves dos Santos
O Precetor de Orest 
Mário Redondo
Confidente 
Sónia Alcobaça
Velho servo 
Rui Baeta
Jovem servo 
João Terleira
Vigilante 
Patrícia Quinta
Criadas 
Maria Luísa de FreitasCátia MoresoPaula DóriaCarla SimõesFilipa van Eck
Caudatária Ana Cosme

Coro do Teatro Nacional de São Carlos
Maestro Titular Giovanni Andreoli
Orquestra Sinfónica Portuguesa

Maestrina Titular 
Joana Carneiro

Nova produção TNSC / CCB

cyberjornal, 1 Fevereiro 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!