Morreu o jornalista Viriato Dias

Viris 3(Cascais, 26 de Janeiro de 1928 - 2 de Dezembro de 2017)

 

Morreu no passado sábado, o jornalista Viriato Dias, de 88 anos de idade.

Nascido em Cascais, Viriato Dias Bernardo foi um dos fundadores do já extinto Jornal da Costa do Sol (25 de Abril 1964 - 14 de Janeiro de 2010) do qual foi director no final de uma longa carreira como jornalista de âmbito nacional, exercida tanto na imprensa escrita como na rádio e na televisão.

 

 

 

(Com Carlos Avilez)

VirisAvilezViriato 3Os primeiros passos no jornalismo foram dados na década de 60 do século XX, no diário portuense Primeiro de Janeiro, 
Distinguiu-se como repórter parlamentar tanto no Primeiro de Janeiro como em outros diários e na Rádio Renascença.
Trabalhou para O Século Ilustrado e outras publicações.

Foi coordenador de Agenda na RTP.
O funeral do jornalista realiza-se na terça-feira, dia 5 de Dezembro, às 11 horas, no Cemitério de Alcabideche, ocorrendo o velório hoje, a partir das 17 horas, no Centro Funerário de Cascais (ServiLusa) Alcabideche.  

 

 

 

 

 

Jornalismo mais pobre

 

De realçar que 2017 foi um ano aziago para grandes nomes do jornalismo do século XX. Entre muitos outros, faleceram este ano:

 

- Manuela Azevedo  (10 de Fevereiro 2017) que foi a primeira mulher a ter carteira profissional de jornalista e era a mais antiga sócia do Sindicato dos jornalistas.  Depois da morte de Clare Hollingworth (10 de Janeiro 2017), em Hong Kong, Manuela de Azevedo, de 105 anos de idade,  foi durante um mês, a repórter mais antiga do mundo.

 

- o jornalista, cronista e escritor  Armando Baptita-Bastos morreu  aos 83 anos (9 de Maio 2017)Entre outros meios de comunicação social, trabalhou nos jornais A República, O Século e Diário Popular, e na Rádio e Televisão Portuguesa. Publicou mais de uma dezena de títulos de ficção.

 

De uma geração mais recente, morreram também este ano:

 

- Joaquim Vieira, de 65 anos, radialista, repórter da Renascença e uma das vozes do jornalismo desportivo nacional (17 Junho 2017).

 

- Fernando Diogo, de 65 anos que trabalhou no Expresso durante quase duas décadas (10 de Outubro 2017). 

 

-  Pedro Rolo Duarte jornalista e radialista  de 58 anos (24 de Novembro 2017).

 

 

cyberjornal, 4 Dezembro 2017

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!