"O beijo de Judas" e a hipocrisia vitoriana

(Fotos reprod. FB TEC)

TECJudasFBTEC1Pepita Tristão

Excelentes interpretações fazem de “O beijo de Judas”, de David Hare, uma peça a não perder.

 

A vida do grande escritor Oscar Wilde, a sua ascensão e a queda em desgraça devido à moral hipócrita que imperava no tempo em que viveu, plena época vitoriana, inspiram este drama intenso, que prende a atenção do espectador  durante mais de ,duas horas.

Até 5 de maio, a peça do Teatro Experimental de Cascais, encenada por Carlos Avilez, pode ser vista no Teatro Municipal Mirita Casimiro, Monte Estoril.

 

 

 

 

 

 

 

 

TECJudasFBTECA relação entre Oscar Wilde e o seu amante, Bosie constitue a base desta peça, que David Hare dividiu em dois tempos: o dia em que Wilde, após ter tomado conhecimento do veredicto de culpado por indecência flagrante e sentença a dois anos de prisão, decidiu não fugir de Inglaterra e consequentemente, foi detido; e a noite, dois anos depois da pena cumprida e já em Itália, em que o seu amante (Lord Alfred Douglas ou Bosie), por quem Wilde tudo arriscou, acaba por o trair

No primeiro tempo, Wilde é apresentado como o grande escritor que foi, com sucesso e dinheiro, embora vítima da moral vitoriana que caracterizava a Inglaterra naquela época.

Numa narrativa intensa e mordaz, o dramaturgo vai revelando as relações familiares e de amizade, do escritor a quem o pai de Bowsie, marquês de Queenberry moveu feroz perseguição devido ao caso amoroso que mantinha com o seu filho.

Embora Wilde tentasse defender-se processando Queenberry, pela campanha difamatória que o aristocrata promoveu contra ele em jornais e revistas, a condenação foi inevitável, e ao seu lado, apenas ficou o amigo Robert Ross , pois Bosie preferiu salvaguardar a sua reputação, abandonando-o.

No segundo tempo, Wilde surge ébrio e alquebrado, após a prisão e os trabalhos forçados a que foi submetido.

A viver com o amante em Itália, num hotel barato, Bosie continuava na sua vida devassa, fazendo-se acompanhar por jovens latinos. A relação ressentia-se da penúria que a condenação do escritor lhe aportou.

Mesmo sem dinheiro, Wilde recusou a proposta que a ex-mulher lhe fez através do seu incondicional amigo Ross, no sentido de deixar o amante, sob a pena de se divorciar dele e lhe rretirar a parca pensão que lhe concedia.

No entanto, Bowsie não resistiu às privações e aproveitou a promessa da mãe, de tudo esquecer, se voltasse para casa, o que ele fez... tal como Judas...

A peça é para maiores de 16 anos e pode ser vista de quarta-feira a sábado, às 21.30, e ao domingo, às 16 horas. O preço do bilhete normal é de 12,50 euros e estão à venda no local.

 

 

 

 

 

 

Ficha Técnica

 

 

O BEIJO DE JUDAS

de David Hare

 


tradução | dramaturgia Graça P. Corrêa

encenação Carlos Avilez

cenografia | figurinos Fernando Alvarez


direcção de montagem Manuel Amorim


contra-regra | montagem Rui Casares


desenho som surround | operação de som Hugo Neves Reis

assistência de ensaios | operação de luz Jorge Saraiva


assistência de encenação Rodrigo Aleixo

execução de figurinos Rosário Balbi


fotografias de cena Ricardo Rodrigues


registo vídeo do espectáculo MiguelÂngelo Audiovisuais


produção | comunicação Paula Fernandes e Raul Ribeiro


secretariado | comunicação Maria Marques


contabilidade Ana Landeiroto


manutenção de guarda-roupa Clarisse Ribeiro

 

 

interpretação

JOANA BERNARDO, JOÃO GASPAR, MIGUEL AMORIM, RENATO GODINHO, RODRIGO PAGANELLI, SÉRGIO SILVA, TADEU FAUSTINO

 

 

distribuição


Phoebe JOANA BERNARDO
Arthur MIGUEL AMORIM
Moffatt SÉRGIO SILVA
Robert Ross TADEU FAUSTINO
Alfred Douglas JOÃO GASPAR
Oscar Wilde RENATO GODINHO
Galileo RODRIGO PAGANELLI

 

 

M/16 anos

27 MAR. a 5 MAI. 2019


Qua. a Sáb. 21h00 | Dom. 16h00


Teatro Municipal Mirita Casimiro


Av. Fausto de Figueiredo MONTE ESTORIL info e reservas: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 214 670 320


à venda em lojas FNAC e TICKETLINE

horário da bilheteira TEC


Ter. a Sáb. a partir das 16h00 | Dom. a partir das 14h00preços
normal 12,5€


desconto >65, profissionais de espectáculo, grupos +10px 7,5€
desconto estudantes artes 5,00€

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

cyberjornal, 8 abril 2019 

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!