A história do Compasso ou o compasso da História ( 2 )

macon2cyPor: H.D.

A Maçonaria, é definida através das instruções maçónicas inglesas, como um sistema peculiar de moralidade, velado por alegorias e ilustrado por símbolos. Em sua "Encyclopedia of Freemasonry", Albert Galatin Mackey vai mais longe:

"A Maçonaria é um sistema de moralidade desenvolvido e inculcado pela ciencia do simbolismo. Este caráter peculiar de instituição simbólica e também a adopção deste método genuíno de instrução pelo simbolismo, emprestam à Maçonaria a incolumidade de sua identidade e é também a causa dela diferir de qualquer outra associação inventada pelo engenho humano. É o que lhe confere a forma atractiva que lhe tem assegurado sempre a fidelidade de seus discípulos e a sua própria perpetuidade."

Na realidade , a Maçonaria adoptou o método de instrução, ela não o inventou. A simbologia é a ciencia mais antiga do mundo e o método de instrução dos homens primitivos. É graças a esta ciencia que tomamos conhecimento hoje, da sabedoria dos povos antigos e dos filósofos. O acervo religioso, cultural e folclórico da humanidade está preservado através do simbolismo, desde a pré-história. O princípio do pensamento simbólico já vem de uma época anterior à história, nos fins do período paleolítico. Os mestres da humanidade primitiva, podem ser facilmente localizados, através de estudos sobre gravações epigráficas. A Maçonaria é a legítima herdeira espiritual das sociedades iniciáticas da antiguidade, porque perpetua o tradicional método de instrução, no ensinamento de suas doutrinas. Podemos dividir os simbolos maçónicos em quatro classes principais : os religiosos, místicos e tradicionais , e os da Arte da Construção. Nos religiosos , utiliza-se principalmente 4 simbolos : a estrela de David , o delta , o sol e a lua. Segundo Nicola Aslan , o primeiro é a representação visual de uma classe de símbolos da maçonaria, relacionados com Deus, a criação e a perfeição. Já o delta também chamado de Triangulo Fulgurante, representa na Maçonaria o Supremo Criador de todas as coisas, cujo olho luminoso é o Olho da Sabedoria e da Providencia, que observa tudo que vê . Ele simboliza também, os atributos da Divindade: Onipresença, Onividencia e Onisciencia, que o verdadeiro maçom tem como simbolo divino de sua suprema relevancia para sua vida. O Sol e a Lua, estão presentes em cada lado da parede do Oriente e entre eles está o trono do Venerável Mestre, destacados também no Painel de Aprendiz Maçom, sempre foram alvos das “especulações” dos estudoso maçons. Há várias opiniões : o Sol simboliza Mitras, Invictus, Horus, Rá ou Osíris, Hélio ou Apolo, a masculinidade, a Luz da Iniciação ou o símbolo do Oriente. Já a Lua quarto-crescente seria o feminino, o segredo a ser revelado, a busca pela verdade, a palavra perdida e prestes a ser encontrada, ou até mesmo a ressurreição.

Nos simbolos da Arte da construção , há muitos simbolos ,uns mais conhecidos que outros : O Esquadro e o Compasso simbolizam a materialidade do homem e sua espiritualidade. Juntos , indicam o grau que o maçom trabalha na Loja . Na Loja de Aprendiz o esquadro fica sobre o compasso, na de Companheiro  entrecruzam - se e na Mestre o compasso fica sobre o esquadro. Este simboliza e expressa a sobreposição do espirito sobre a matéria. As ideias de Platão presentes na maçonaria . O Malhete , pequeno martelo em madeira, simboliza a vontade activa, o trabalho e a força material, instrumento de poder e autoridade , é utilizado pelo Venerável Mestre e pelos dois Vigilantes em Loja. O Cinzel é representativo do intelecto e do trabalho inteligente. É o instrumento do grau de Aprendiz. Ao nivel do simbolismo , tem como função desbastar a pedra bruta da personalidade. A trolha, que os pedreiros utilizam para alisar a massa, simboliza a Temperança que os irmãos devem ter para alisar as arestas que provocam atritos entre os irmãos . O maço, insígnia da vontade executiva, é usado na mão direita . Activo, com a sua energia actuante e a determinação moral , dinamiza a realização prática em conjunto com o cinzel.O avental é o símbolo do trabalho. É a parte principal do vestuário maçónico, sendo um dos símbolos mais importantes da Maçonaria. Tem a forma de um rectangulo, encimado por um triângulo; nos dois primeiros graus são simples, sem enfeites ou adornos, e de tecido branco. Os aventais dos demais graus, tem cor e desenhos variados, conforme os graus que representa e conforme o rito adoptado. O fundo porém é sempre branco. A pedra bruta simboliza a inteligencia do aprendiz , ainda rude, porque com os vestígios do mundo profano, está apenas a iniciar a sua aprendizagem nos Mistérios da Maçonaria. Cabe ao aprendiz desbastar as arestas desta pedra, e ganhar disciplina, educação, de modo a instruir sua personalidade, e tem como objectivo , vencer suas paixões e subordinar sua vontade à prática do bem. Assim a tarefa principal do Aprendiz é trabalhar e estudar para adquirir o conhecimento do simbolismo do seu grau e a sua interpretação filosófica. A pedra cúbica é o simbolo da pedra polida que no final estará apta a ser utilizada na construção do edificio do Templo, isto é, a humanidade Perfeita . O grande objectivo é sem duvida , o Homem na busca do seu aperfeiçoamento espiritual , e para isso a simbologia é a via perfeita , para que isso aconteça .

 

 

 

 

 

Artigos relacionados: http://www.cyberjornal.net/cultura/cultura/varios-cultura/a-historia-do-compasso-ou-o-compasso-da-historia

 

 

 

cyberjornal, 6 Dezembro 2016

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!