Ainda pode ver mostra sobre Aguardela, Segue-se Giacometti

joaoAguardela3Dado o interesse que tem suscitado, vai ser prorrogada até ao próximo dia 30 de Setembro a exposição “Tributo a João Aguardela – dos Sitiados à Naifa a rasgar a vida”, patente desde o passado 7 de Julho, no Espaço Memória do Teatro Experimental de Cascais.

Curiosamente, o carismático líder dos Sitiados, como o director do Espaço Memória, João Vasco recordou, aquando da abertura da mostra, esteve naquele mesmo lugar com apenas 13 anos de idade, onde levou uma peça infantil do Clube Desportivo de Monte Real, na qual participou como actor.

Salientamos algumas partes do destacável que acompanha a mostra:

«Há muito que era nossa intenção homenagear a obra de João Aguardela, cuja vida terminou precocemente.  Deixou uma obra notável como poeta e compositor. Iniciou a sua carreira no grupo “Meteoros”, os quais optaram mais tarde por um novo projecto, tendo por base a nova música moderna portuguesa,  constituindo o  importante movimento musical “Sitiados”.

Com esta banda, o panorama musical da época agitou-se, ao terem surgido temas, como o célebre “Esta vida de marinheiro”, com letra e música de João Aguardela,  ainda hoje o “hino” do carismático grupo.

No recente álbum “Sitiados 25 anos” podemos encontrar estes temas de uma enorme qualidade. Também o livro recentemente editado “João Aguardela – esta vida de marinheiro – Dos Sitiados à Naifa” com autoria de  Ricardo Alexandre e publicado pelas Edições Quidnovi, enaltece a obra e a vida do talentoso e irreverente  Aguardela.

Trazer esta exposição até este Espaço Memória, tem por finalidade homenagear todos os intérpretes de “Sitiados”. Todos os elementos do grupo têm pela memória de João Aguardela, uma enorme amizade, a qual perpetua a personalidade do amigo que a todos marcou.»

De destacar que o Espaço Memória tem desenvolvido, desde o seu início, vários “tributos” a personalidades do universo cultural, sendo que em breve será inaugurada uma nova exposição.

 

 

Giacometti  Giacometti de volta a Cascais

A próxima mostra que poderá ser vista no Espaço Memória  - Teatro Experimental de Cascais, será sobre Michel Giacometti (Ajaccio, França, 1929/Faro, 24 Novembro 1990), um etnomusicólogo corso que viveu vários anos em Cascais e fez importantes recolhas etno-musicais em Portugal.

Trata-se de uma exposição documental sobre o Cante Alentejano cedida pelo Museu da Música Portuguesa que evoca a obra de Giacometti, em contraponto com o documentário “Lá Longe”, do realizador David Mira sobre o grupo coral Estrelas do Guadiana, de Tires, Cascais, que atesta a vitalidade desta expressão musical e a sua força identitária.

A inauguração está prevista para 17 Novembro.

 

 

 

Gramofones de António Sequeira Tente


 Após a exposição de Giacometti, o Espaço Memória do TEC deverá acolher uma mostra com a vasta coleção de fonógrafos, grafonolas e gramofones que o poeta popular António Tente possui. Alguns destes curiosos aparelhos são centenários e raros, e foram recuperados por Tente.

O Espaço Memória do Teatro Experimental de Cascais localiza-se na Avenida Marechal Carmona, 104 (junto ao Jumbo Cascais).

 

 

 

 

cyberjornal, 18 Setembro 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!