Palácios, monumentos e museus com mais visitantes

Sintrapalacio da penaPor: A.F.

 

Os reflexos do aumento do número de turistas que o país tem vindo a acolher é bem visível. Os 23 monumentos, palácios e museus geridos pela Direção-Geral do Património (DGPC), conheceram um crescimento de 8,9% face a 2016, valor que aumenta significativamente para 59,4% se a comparação for feita com 2012.

 

 

 

 

 

 

 Os cinco monumentos e palácios mais visitados foram o Mosteiro dos Jerónimos (1.166793 visitantes), a Torre de Belém (575.875), o Mosteiro da Batalha (492.093), o Palácio Nacional de Mafra (377.961) e o Convento de Cristo (354.763).

Os três museus geridos pela DGPC com maior afluência de público foram o Museu Nacional dos Coches (350.254), o Museu Nacional de Arte Antiga (212.669) e o Museu Nacional do Azulejo (193.444).

Entre os equipamentos ligados à DGPC nota-se um crescimento do número de visitas ao Palácio Nacional da Ajuda (onde está patente uma exposição de pintura de Miró) e o Museu do Chiado (que em 2017 acolheu a concorrida exposição com obras de Amadeo de Souza Cardoso).

Em Lisboa, o MAAT – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia recebeu em 2017 um total de 375 mil visitantes mais do que os 365 mil em 2016. E, segundo avançou o “DN”, o Castelo de São Jorge  (gerido pelo EGEAC), acolheu 1.970.858, o que faz dele o monumento português mais visitado em 2017.

Também a Parques de Sintra e Monte Lua divulgou que em 2017, os seus palácios, monumentos e parques receberam 3.193.287 visitantes num crescimento de 21,65% face a 2016, notando que os turistas internacionais chegam do Reino Unido (13,1%), Espanha e França (ambos com 11,3%). O mais visitado foi o Palácio da Pena.   

 

cyberjornal, 2 Fevereiro 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!