Palmeiras da Pampilheira não resistem

CascaispalmeirasPor: J. d’E.

Os proprietários de vivendas na zona ocidental do Bairro da Pampilheira e também do Cobre, na freguesia de Cascais, começaram a abater as suas palmeiras, ferozmente atacadas pelo escaravelho-vermelho (Rhynchophorus ferrugineus), um besouro originário da Ásia. De um momento para o outro, a parte superior da palmeira cai e, pouco a pouco, são as folhas que fenecem, como varetas desconjuntadas de um guarda-chuva que o vento estragou.

 

 

 

 

 

Cascaispalmeira14E se se noticiava, em Fevereiro, que «em Cascais e em Oeiras, por exemplo, as câmaras garantem ter as suas palmeiras debaixo de olho» e se acrescentava que, em cada um dos concelhos, apenas haviam sido «abatidas 28 plantas desde que a praga foi detectada» (recorde-se que esta batalha dura já há sete anos!), o certo é que, neste momento, nessa zona do bairro, já foram cortadas 3 e há mais umas 3 que o deverão ser proximamente. Um dos proprietários encheu um saco plástico com os escaravelhos, que pareciam multiplicar-se, à medida que se apanhavam!...

Vemos, de facto, na área urbana da vila, mormente nas palmeiras sob tutela camarária, que um tubo junto ao tronco leva para cima remédio contra o invasor. Isso não impediu, porém, que mesmo uma das palmeiras junto ao Centro Cultural de Cascais já dê sinais de estar afectada.

 

cyberjornal, 16 Novembro 2014

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!