Exposições maio 2014

Exposições que podem ser visitadas durante o mês de Maio em:  Cascais, Castro Verde, Estremoz, Ferreira do Alentejo, Lisboa, Marinha Grande, Porto, Sabugal, São Domingos de Rana, 

 

 

 

Cascais

 

Casa de Santa Maria

 

XICOFRAN, é considerado um dos grandes talentos no mundo artístico da sua geração. Conhecido como o “Pintor do Jazz” nasceu em Luanda, Angola em 1969.

 

Uma das características mais marcantes e reconhecida na sua pintura, é a forma, como consegue representar o movimento preconizado pela silhueta de um músico, mais concretamente do músico de Jazz, transpondo para a tela o arrastamento dos gestos e toda a vibração dos instrumentos, temática a qual domina com um cunho muito pessoal e muito característico e cuja técnica e traço é já reconhecida mundialmente.

 

Com um futuro promissor e um passado inolvidável, XicoFran vê  reconhecido o seu talento com vários prémios nacionais e internacionais, sendo de louvar que, com base no continuado e sistemático trabalho que tem vindo a desenvolver,  se tenha imposto como uma forte e consolidada presença no mundo artístico.
 

 

Inauguração: dia 10 de maio às 16h00. Exposição patente até dia 8 de junho 2014.

 


ENTRADA LIVRE
Apoio: 
CMC

 

 

Casa de Santa Maria Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. , 214 815 382

 

Morada: Rua do Farol, Cascais

 

Horário

 

De 3ª a 6ª feira das 10h às 17h00

 

Sábado e domingo das 10h às 13h e das 14h às 17h00

 

Encerra à 2ª feira e feriados

 

 

 

Centro Cultural

 

Exposição espaço de jogo, de Marilice Corona, no Centro Cultural de Cascais, dia 12 de abril de 2014, pelas 18 horas.

 

Em exposição até 1 de junho de 2014, de terça a domingo, das 10 às 18 horas . Entrada Livre .

 

 

 Museu do Mar

 

 

"O peixe que ficou"... no Museu do Mar 

O Museu do Mar Rei D. Carlos, em Cascais, acolhe de 16 de Maio a 20 de Julho a exposição temporária  Coletiva de Jorge Rivotti e francisco Rivotti intitulada "O peixe que ficou" que junta a fotografia e a escultura na mesma realidade mas com olhares diferentes, tentando sensibilizar para uma causa ambiental.

Com esta exposição artística e documenta pretende-se transmitir essa energia e o respeito que o peixe e a pesca merecem, visando contribuir para a preservação da biodiversidade.

Nesta mostra a fotografia documenta um método de pesca sustentável utilizado em Portugal - a Arte do Cerco - que é reconhecido internacionalmente pela Marine Stewardship Council (MSC) e galardoado com o selo de sustentabilidade.


A escultura representa um conjunto de peixes da nossa costa, produzido com material reciclado, o metal.

Francisco Rivotti

Formou-se em fotografia na Ar.co, 2006.

No Jornal Record teve o seu primeiro contacto com o fotojornalismo.

Em colaboração com a organização internacional

Greenpeace desde 2011, ganhou consciência sobre o estado crítico das pescas e dos ecossistemas marinhos à escala global.

Jorge Rivotti

Designer, Ilustrador cientifico e Artista plástico desde, 1980

Professor do curso de design gráfico no Ar.co entre 1990 e 1999 e em diversas escolas nas disciplinas de design e Artes visuais.

Tem participado em exposições colectivas e individuais de escultura, ilustração e gravura.

A “Arte do Cerco” 

é um método de pesca utilizado em Portugal e internacionalmente reconhecido com o selo de sustentabilidade pela Marine Stewardship Council (MSC). Acontece a poucas milhas de distância da costa utilizando pequenas e médias embarcações e uma rede circular com retenida que tem como finalidade cercar o cardume (sardinha, carapau, cavala, robalo ou atum) lateralmente e por baixo, formando um saco, impedindo a sua fuga.

 

 Quinta do Pisão

 

LandArt Cascais 2014 na Quinta do Pisão


16 de maio a 6 de julho

Artistas convidados: João Ferro Martins, António Bolota e Marta Wengorovius

A LandArt está de volta à Quinta do Pisão.

Concertos de Jazz, artes plásticas, workshops e inúmeras outras atividades irão decorrer no cenário fantástico da Quinta do Pisão, em pleno Parque Natural Sintra-Cascais. Tudo gratuito!

A inauguração desta 6ª edição é no dia 16 de maio, às 18h30. Até 6 de julho desfrute da Arte do Homem e da Natureza.

Com esta iniciativa, parceria da Câmara Municipal de Cascais e Fundação D. Luís I, pretende-se fomentar o gosto pela arte e música num ambiente natural, dando a conhecer a Quinta do Pisão, espaço aberto ao público durante todo o ano.

Este ano foram convidados a expor o seu trabalho João Ferro Martins, António Bolota e Marta Wengorovius dando corpo à exposição LandArt. À semelhança das edições anteriores serão também realizadas visitas guiadas às obras com os artistas plásticos, passeios em noite de lua cheia, concertos ”Jazz na quinta” e workshops de Lomografia e Pintura de Paisagem, possibilitando aos participantes desenvolver o seu olhar sobre a paisagem e formas de representação da mesma. Todas as atividades, à exceção dos concertos, têm um número mínimo e máximo de participantes e as inscrições devem ser feitas através do link: www.cm-cascais.pt/projeto/landart-cascais.

Ainda no âmbito da Landart Cascais, entre os dias 1 de julho e 31 de agosto, estarão expostas, na Casa de Santa Maria, as aguarelas elaboradas nos workshops de pintura da edição de 2013.

Sobre o movimento Land Art:

Surgiu na década de 60 e resultou do reencontro artístico do Homem com a natureza como resposta ao contexto socioeconómico vivido nos EUA. Desse reencontro surgiram obras impossíveis de confinar numa galeria ou num museu, efémeras e construídas essencialmente com materiais provenientes da paisagem onde se inseriam. A LandArt Cascais pretende, longe de um espírito revivalista, promover uma ligação íntima entre a paisagem, o Homem e a obra. Simboliza assim a aliança entre a fruição do ambiente natural e a descoberta de novos temas culturais, que impulsionam a criação de espaços de interação e conhecimento, sustentando a memória coletiva da população na sua dimensão histórica, cultural, ambiental e artística.

LandArt Cascais 2014

De 16 de maio a 6 de julho

Quinta do Pisão - Parque Natural de Sintra-Cascais e Casa de Santa Maria

 

 

Castro Verde

Fórum Municipal

 

Exposição de Cartazes do 25 AbrilRevolução tranquila, de cravos, o 25 de Abril explodiu em todos os sectores.
Foi em 1974 e, nos cartazes de então, derramou-se em cores e formas singulares que encheram os olhos do país. Hoje são raridades concebidas com arte e engenho por Vieira da Silva, João Abel Manta e Vespeira, três dos artistas mais relevantes que inscreveram os seus nomes na iconografia da revolta militar.
“25 de Abril em Cartaz” reúne uma seleção de 45 cartazes pertencentes à coleção do Museu Nacional da Imprensa e incorpora alguns dos ícones do 25 de Abril.
São imagens que fizeram história e que podem ser vistas ou revistas nesta mostra evocativa de um dos mais importantes acontecimentos da História de Portugal.
 

 

Fórum Municipal | 18h00Horário da exposição: 2ª a 6ª das 9h às 19h.

 

Sábados das 15h às 18h.Org: Câmara Municipal de Castro Verde.Parceria: Museu Nacional da Imprensa. Até 23 de Maio-

 

 

 

 

Estremoz

 

   

 

Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte 

 

 

 

"O SURREALISMO NO ACERVO DA COLEÇÃO DE DESENHO DO MUSEU MUNICIPAL DE ESTREMOZ”- A presente exposição possui trabalhos doados pelos seus autores para o acervo de Desenho do Museu Municipal de Estremoz em 1983, 1997 e depois em 2007 - Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte (até 18 de maio).

 

 

Ferreira do Alentejo 

 

 

 

Sam

 

 

 

Em Ferreira do Alentejo o Museu Municipal assinala o 25 de abril com 80 desenhos de um dos mais importantes iconoclastas do pós-25 de Abril – o grande humorista Sam, conhecido pelo seu alter-ego Guarda Ricardo -, naexposição “RevoluSam”. Ainauguração da mostra cedida pelo Museu Nacional da Imprensa do Porto decorre sexta-feira, 25 de Abril, às 21 horas. Até 25 de Maio.

 

 

Lisboa

 

 

 

 

 

Espaço Arte Tranquilidade

 

 

 

O Espaço Arte Tranquilidade apresenta, no âmbito do segundo ano de programação com curadoria de Maria do Mar Fazenda, a exposição individual de Rui Dias Monteiro: “Sobre cada erva”. A presente mostra reúne o mais recente trabalho em fotografia do artista e tem inauguração marcada para o próximo dia 6 de março às 19 horas. A mostra pode ser visitada até 19 de Maio 2014.

 

 

 

 

 

Marinha Grande

 

 

 

Foyer da Casa da Cultura

 

 

 

Exposição de Emanuel Gameiro

 

No âmbito das comemorações dos 40 anos do 25 de Abril de 1974, o Foyer da Casa da Cultura recebe no dia 12 de abril (sábado), pelas 17h00, a inauguração da exposição de pintura ”A Arte e a Vida Social”, da autoria de Emanuel Gameiro, que ficará patente até ao dia 11 de maio.

 

A organização está a cargo da Câmara Municipal da Marinha Grande que pretende animar o Centro Tradicional, divulgar os artistas locais e criar novos espaços de atração cultural.

 

A Arte e a Vida Social” é uma exposição de arte contemporânea com uma textura inconfundível, inspirada no mundo da cor e na originalidade dos momentos da vida, o artista combina traços fortes e únicos com várias cores conjugadas entre si, criando movimento e equilíbrio, características que distinguem as suas obras.

 

Nascido em 1983 (Santarém), Emanuel Gameiro vive na Marinha Grande desde os 3 anos e iniciou a sua atividade artística em 1998. Desde 2001 que a obra do artista local, é reconhecida nacional e internacionalmente. As suas obras estão patentes internacionalmente em Espanha, França, Irlanda do Norte, Inglaterra, Luxemburgo e Suíça. Atualmente apresenta exposições em todo o país, realizando pinturas ao vivo no Algarve, Figueira da Foz e Lousã.

 

A exposição pode ser visitada no Foyer da Casa da Cultura, junto ao Museu do Vidro, na Praça Guilherme Stephens, de terça a domingo, das 10h00 às 18h00.

 

 

 

Paços do concelho

 

No Àtrio dos Paços do Concelho da Marinha Grande pode visitar a exposição "Estado Novo: A censura até ao 25 de Abril". Até 31 de Maio

 

 

 

Porto

 

Museu Nacional da Imprensa

 

Exposição “25 de Abril, 40 anos”

 

Até 31 maio 2014, das 15h às 20h A exposição “25 de Abril, 40 anos” tem uma matriz dinâmica, crescendo à medida que o tempo avança. Mensalmente serão acrescentadas novas peças até ao 25 de Abril de 2014.
A mostra dedicada aos 40 anos da ‘revolução dos cravos’  reune jornais, cartazes, fotografias, livros e discos, além de provas de censura.
Coordenada pelo diretor do Museu, a mostra começa com um conjunto de peças censuradas há 40 anos e relativas a acontecimentos de 1973, cuja divulgação o regime ditatorial controlava através da Comissão de Exame Prévio, designação que substituiu a Comissão de Censura imposta por Oliveira Salazar.

 

 

 

A exposição abre no espaço nobre do museu, junto das relíquias tipográficas, e ficará sendo apresentada progressivamente por outros espaços, designadamente pela Galeria de Exposições Temporárias.

 

 

 

 

 

Centro Português de fotografia

 

 

 

O Centro Português de Fotografia apresenta a partir de 12 de Abril, a exposição “Os Rapazes dos Tanques”, de Alfredo Cunha, que nesse dia apresenta um livro homónimo, com textos de Adelino Gomes, no âmbito das Comemorações dos 40 anos do 25 de Abril.A mostra pode ser visitada até 29 de junho.

 

 

Sabugal

 

 Exposição "TERRA... 4.600.000.000", a partir do dia 5 de Maio, no Museu do Sabugal. Uma mostra promovida pela.Black Raven.

 

São Domingos de Rana

 

Quinta de Rana

A Quinta de Rana é um cenário magnífico para uma exposição de arte de grande qualidade. Trata-se de uma mostra intitulada “Quimeras” de trabalhos escultóricos e telas da artista plástica Maria de São Pedro (Milêna). A exposição pode ser visitada até 13 de Maio, na cafetaria 5ª de Rana, Rebelva, São Domingos de Rana.

Quimeras” desvenda o mundo onírico desta artista plástica, atravez das suas pinceladas curtas e precisas, da intensidade cromática, do seu génio para transformar os sonhos em cores e formas envolventes e voluptuosas.

Maria de São Pedro cursou a E.S.B.AL e conta no seu percurso mais de duzentas exposições de pintura, escultura e vitral. Foi membro fundador do Grupo d' Arte Mandala e a sua pintura está representada no Museu Condes de Castro Guimarães, Câmara Municipal de Sintra, Hotel Village, Hotel Altis e em numerosas colecções particulares.

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!