Nice, cidade mártir

Chacina

 

 

Pelo menos 84 mortos e mais de uma centena de feridos, 18 dos quais em estado crítico são os números assustadores de mais um atentado em França, desta feita numa data marcante para os franceses – o Dia da Bastilha.

 

 

O acto terrorista foi perpetrado pouco depois das 23 horas locais (22 horas em Portugal) por um camião que se lançou sobre uma multidão que assistia ao fogo de artifício e outras festividades que assinalavam o Dia Nacional, no Promenade des Anglais - a zona mais turística da cidade.

O veículo de grande porte atropelou inúmeras pessoas ao longo de cerca de dois quilómetros.

Segundo informação divulgada posteriormente, o condutor será um franco tunisino de 31 anos, natural de Nice, que transportaria no camião diversas armas e granadas.

De realçar que residem cerca de 10 mil portugueses em Nice, pelo que o nosso governo está a acompanhar a situação desde a primeira hora.

François Hollande lamentou as  vítimas «deste ataque mais uma vez de uma violência absoluta» e anunciou que vai manter a “Operação Sentinela”, prolongando por mais três meses o estado de emergência.

«A França chora, mas ela é forte e será sempre mais forte que os fanáticos que nos atingem»  - afirmou.

 

 

 

 

cyberjornal, 15 julho 2016

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!