Notícias de cá... 27 Setembro 2018

Por: A.F.

A EDP vai construir uma megacentral solar no Brasil, que terá 199 megawatts e ficará instalada no estado de São Paulo. O projecto tem uma capacidade similar à maior central solar em construção em Alcoutim.

 

 

 

Se tudo correr como previsto vão arrancar as obras de transformação do emblemático e histórico edifício do “Diário de Notícias num prédio de habitação com 34 apartamentos de luxo. As obras durarão cerca de 20 meses, prazo definido para conclusão de uma das mais icónicas e complexas reabilitações realizadas em Lisboa nos últimos anos. Desde logo ficou claro com a câmara que teria de ser preservada a maior parte do edifício.

Por fora vai manter-se tudo igual, tanto na emblemática fachada que dá para a Avenida da Liberdade, que manterá a porta giratória, o lettering e o mosaico da parede lateral, como a fachada que dá para a Rua Rodrigues Sampaio. Isto porque o prédio se estende de uma rua à outra, até se mantendo as duas entradas.

No interior, apesar de irem ali nascer 34 apartamentos de luxo com tipologias que vão do T0 ao T5, teve de se manter a actual estrutura e uma grande parte dos elementos que caracterizam o edifício desenhado pelo arquitecto Porfírio Pardal, no final da década de 30. Foi o caso dos frescos desenhados por Almada Negreiros; dos revestimentos em pedra e mármore e do chão de madeira de algumas das divisões; do elevador da época e da escadaria do lado da Avenida da Liberdade; dos corredores que fazem a ligação com o lado da Rua Rodrigues Sampaio; e até dos corrimões, incluindo a sua cor original. Ou seja, apesar de este edifício de cinco pisos agora se chamar, comercialmente Liberdade 266, será sempre o edifício “Diário de Notícias”.

Só pela sua localização, mesmo no topo da Avenida da Liberdade, junto à praça Marquês de Pombal e ao Parque Eduardo VII, o novo Liberdade 266 já pede para ser habitação de luxo. Os preços dos To vão dos €430 mil aos €640 mil, os T1 vão dos €560 mil aos €995 mil, os T2 oscilam entre €1,1 milhões e €1,4 milhões e os T3 entre €1,7 milhões e €2,1 milhões. Ainda não há preços para o T5 que ocupa todo o piso cinco. É um apartamento com 408 m2 mais 416 m2 de terraço, um aberto, num saguão a meio da casa e outro coberto do lado da Avenida, tem ainda acesso por um elevador próprio e um estúdio independente com dois pisos no torreão. A comercialização do T5 só começará no último trimestre deste ano ao contrário dos restantes que começaram já, com interessados maioritariamente portugueses e brasileiros.

 

 

 

O grupo Pestana e Cristiano Ronaldo vão avançar em parceria para mais um hotel, desta feita em Paris.

 

 

 

O BPN Paribas Real Estate instalou a sua sede em Portugal no primeiro piso do Edifício República, na Avenida da República, em Lisboa. O prédio é da Alrisa, do grupo de construção Alves Ribeiro, e a operação foi feita pela B. Prime. O edifício fica, assim, ocupado a 100%.

 

 

 

A Ordem dos Arquitectos já escolheu os projectos portugueses candidatos ao prémio europeu Mies Van der Rohe 2019. De uma lista de 31 obras entregues para análise, a Ordem escolheu cinco candidatos ao prémio principal, que ganha €60 mil, e ainda mais um para o prémio de “arquitecto emergente”, que ganha €20 mil. Para o prémio principal foram escolhidos o Terminal de Cruzeiros de Lisboa, de João Luís Carrilho da Graça; a Faculdade de Arquitectura da Universidade Católica de Lovaina, na Bélgica, do atelier Aires Mateus; o hotel Casa do Rio, em Vila Nova de Foz Coa, de Francisco Vieira de Campos do atelier Menos e Mais; o Jardim Botânico do Porto, desenhado por Nuno Valentim, Frederico Eça e Margarida Carvalho; e o projecto Promise – Casa do Caseiro, em Grândola, de Camilo Rebelo, Cristina Chicau e Patrício Guedes. Para o prémio de “arquitecto emergente”, a Ordem recomendou Diogo Aguiar pelo trabalho do pavilhão temporário do jardim de Serralves. Estes nomeados juntar-se-ão agora aos dos outros países de onde sairá uma lista de finalistas e depois um vencedor. Este prémio é bi-anual e na primeira edição, em 1988, foi atribuído a Siza Vieira pelo projecto do Banco Borges & Irmão, em Vila do Conde.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

... e ainda:

Lisboa

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, preside à Cerimónia Militar Comemorativa do 10.º Aniversário da Unidade de Ação Fiscal da Guarda Nacional Republicana, hoje, às 15.30 horas, no Terminal de Cruzeiros do Cais da Rocha Conde de Óbidos. Lisboa.

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!