autarcas eborenses em S. Miguel de Machete

EvoraSMiguelMachete

 

 

 

 

O compromisso de levar a administração municipal aos cidadãos, e, consequentemente, aproximar os eleitos dos seus eleitores,  ouvindo e prestando contas na primeira pessoa, tem vindo a ser cumprido em Évora, no âmbito do programa Pelos Caminhos do Concelho.

 

 

 

 

No passado sábado, 9 de Abril, os eleitos regressaram a S. Miguel de Machede após uma primeira visita, da qual resultaram algumas intervenções do Município, que foi possível realizar com o contributo dos moradores e em colaboração com a Junta de Freguesia. De destacar a obra de regularização do caminho das Courelas das Mascarenhas, que foi possível graças a uma parceria entre a Câmara Municipal e os moradores.

Carlos Pinto Sá, Presidente da Câmara Municipal, os Vereadores Eduardo Luciano e João Rodrigues, apoiados por técnicos municipais, foram recebidos pelo Presidente da Junta de Freguesia, Luís Ramalho, pela Tesoureira da Junta Ana Maria Amaral e por representantes da GNR. Das Courelas da Toura a S. Miguel, percorreram as ruas da aldeia, visitaram as coletividades e as instituições locais. Ouviram falar de problemas e falaram de soluções.

A visita começou pela Associação Cultural, Desportiva e Recreativa das Courelas da Toura onde os residentes colocaram diversas questões de interesse comum. De seguida prosseguiu pela sede da Junta de Freguesia e pelas ruas da aldeia, em contacto direto com os residentes, que entre saudações iam colocando as suas dúvidas e sugestões. Para todos os casos se apontaram caminhos e se perspetivaram soluções.

Na SUÃO, Associação para o Desenvolvimento Comunitário de S. Miguel de Machede e no Lar de Idosos, os eleitos tomaram contacto com as respetivas atividades, inteiraram-se das condições de funcionamento, realidades e expetativas futuras.

Na Casa do Povo, onde se situa também a sede da Associação Filarmónica 24 de Junho, os eleitos reuniram-se com a população, que chamou a atenção para a necessidade de limpar as árvores da estrada que liga à variante da EN254. Por fim, ouviram Carlos Pinto Sá falar sobre os constrangimentos resultantes da situação financeira da Câmara, que tornam mais difícil a resolução dos problemas. Não obstante, ouviram também falar dos progressos já alcançados, de sucessos e da vontade de encontrar soluções, sempre com o contributo de todos.

 

 

 

CME/cyberjornal, 12 abril 2016

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!