Festival dos Canais dá mais cor a Aveiro

AveiroCC28junho18 9Fotos: César Cardoso

O Festival dos Canais, organizado pela Câmara Municipal de Aveiro (CMA), através do Teatro Aveirense, realiza-se de 11 a 15 de julho e oferece durante cinco dias mais de 200 espetáculos, numa programação cultural e artística contemporânea que envolve mais de 350 artistas provenientes de 13 países. A terceira edição deste evento, que decorre nos canais urbanos da ria de Aveiro, nas praças e nos espaços públicos da cidade, entre as 10 h e a 1 hora da madrugada, apresenta estreias nacionais e reúne um extenso leque de atividades interativas e culturais gratuitas dedicadas a todos os públicos.

AveiroCC28junho18 15José Ribau Esteves, Presidente da CMA, destaca o reforço no envolvimento da comunidade e de artistas locais nesta edição, que contribuem de forma significativa na dinamização de oficinas, atividades desportiva, espetáculos e concertos. “Este ano, para além de envolvermos artistas de 13 países, e envolvemos a comunidade e os artistas locais na produção deste Festival, conferindo-lhe assim uma maior identidade e um caráter distintivo do qual temos um particular gosto”, sublinha o Presidente.

Teatro e artes de rua, instalações artísticas, performances, workshops, atividades desportivas e de lazer, oficinas criativas, mercados de rua e Dj’s são algumas das sugestões que integram o programa do Festival, que conta ainda com cerca de duas dezenas de concertos, entre os quais os de Salvador Sobral (dia 11), The Legendary Tigerman com a Banda Sinfónica de Aveiro Banda Amizade (dia 12), António Zambujo (dia 13), Carolina Deslandes (dia 14) e Miguel Araújo (dia 15).

“Nas semanas prévias ao Festival dos Canais foi criada, por exemplo, uma fanfarra em colaboração com músicos locais, liderada por Maria Mónica e Pedro Cardoso (Peixe), e algumas instituições do Município e que animará as ruas da cidade durante estes dias”, refere ainda Ribau Esteves.

“Estamos por isso mais fortes e mais unidos. Crescemos em qualidade, quantidade e diversidade, num projeto que ambiciona, a breve trecho, fazer parte dos grandes eventos do País e da Europa”, conclui o Presidente do Município, que continua fortemente determinado no processo de candidatura de Aveiro, a Capital Europeia da Cultura 2027.

Entre os destaques da programação para este ano inclui-se a estreia nacional deDundu, uma marioneta iluminada de grandes proporções que deslizará entre o público com facilidade e graça, proporcionando um desfile de luz pela cidade. Após ter encantado espetadores de todo o mundo, Dundu chega agora a Aveiro, através de uma companhia alemã, para descobrir a cidade e os canais, numa performance de rua inédita que terá o seu primeiro momento às 23.30, do dia 13, desde o Teatro Aveirense até à Praça do Peixe, e que contará com um segundo ato no dia 15, às 23 horas, desde a Fonte Nova ao Rossio.

AveiroCC28junho18 53Outro dos momentos auge deste Festival será o grande espetáculo de teatro de ruaUm novo começo”, interpretado pela companhia francesa “Plasticiens Volants”, uma atuação única e irrepetível que terá como cenário, uma das mais belas paisagens de Aveiro. No Cais da Fonte Nova, a companhia apresenta no dia 14, às 23.30, um conto visual que traça as andanças de um povo viajante, mostrando como sobreviver ao frenesi de um mundo hiperativo e às catástrofes que se seguirão.

Aquela companhia terá ainda no Festival uma instalação-percurso alusiva ao tema do mar, recorrendo a esculturas flutuantes de grandes dimensões, através das quais transformam a paisagem de locais icónicos da cidade, convidando o público a reinterpretar e a reimaginar os ambientes quotidianos de Aveiro. A par desta instalação “aérea,” que se inicia na Praça do Peixe até ao Mercado Manuel Firmino, a programação inclui ainda uma ópera cooperativa - a ser interpretada pela La Cantatrice, através de uma escultura de grandes proporções -, e fruto do trabalho desenvolvido na edição de 2017 com o Coral São Pedro de Aradas, Coral de Vera Cruz, Coral Polifónico de Aveiro, Coro do Conservatório de Música de Aveiro e dos artistas Hugo Branco, Foque, e Uhxalá.

Nos espetáculos de rua destaque para o Su-Seso Taladro, um espetáculo de origem cipriota premiado, admirado e aclamado em todo o mundo, que parte do tráfego urbano para uma intervenção requintada de improvisação e provocação, e para os Malaxe, uma performance de grande impacto visual que tece uma espécie de estendal comunitário. Adam Read, que foi um dos principais palhaços do Cirque du Soleil, é também um dos convidados especiais desta edição que protagonizará a performance “The Tower”, em que um palhaço solitário procura fugir a um destino e constrói uma nova realidade.

Pensado para todas as idades, o Festival dos Canais apresenta, no entanto, muitas ações direcionadas para o público infantil e familiar, convidando-os a explorar, manipular, criar, intervir e participar de forma ativa. Há um “Jardim das Brincadeiras”, entre a 10 e as 18 horas, onde decorrem diariamente oficinas, atividades e jogo e um espaço de picnic, e paradas de mimos que transformam as ruas num palco itinerante de artes circenses.

O evento conta ainda com uma Sala de Estar, instalada na Praça da República com animação diária, e uma Funky Beach, um espaço relaxado e tropical, com palmeiras, espreguiçadeiras e coktails variados, que contará com música variada assinada por diferentes Dj’s.

A Cidade de Aveiro será assim durante cinco dias um palco único de animação, onde os canais da ria de Aveiro são o epicentro por excelência de um programa multidisciplinar que cruza diferentes manifestações artísticas, culturais, desportivas e de lazer. É um evento que convida a sentir a Cidade, a celebrar o seu presente, a valorizar a sua forte identidade, o seu património natural e a sua paisagem urbana única.

 

 

FESTIVAL DOS CANAIS - Cidade de Aveiro

11 a 15 de julho

Horário; 10h00 à 01h00

Entrada livre

 

 

 

CMA/cyberjornal, 8 Julho 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!