Figurado de Estremoz quer certificação

EstremozfigurasNo próximo dia 12 de junho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Estremoz, decorrerá uma sessão de esclarecimento sobre a certificação da Produção de Figurado de Estremoz.

A Produção de Figuras em Barro de Estremoz é única em termos nacionais e internacionais.

 

 

A modelação e estética são singulares e tem merecido uma distinção especial no contexto português e internacional. Para além da técnica, é relevante enfatizar a continuidade temporal desta produção, a qual terá mais de 300 anos. De facto, uma tradição singular na área do barro, que em Estremoz nasce, se desenvolve ao longo dos séculos até constituir uma marca identitária da região, é uma especificidade que em Portugal e no resto do mundo não tem paralelo.

Dado isto o Município de Estremoz entende que após o processo bem sucedido de valorização da Produção de Figurado de Estremoz, que culminou no registo deste artesanato no Inventário Nacional de Património Cultural Imaterial e na Lista Representativa de Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO, há que proceder a uma certificação desta produção.

Pretende-se neste processo de certificação salvaguardar o Figurado de Estremoz de práticas ilegais de produção e comercialização que desprestigiem a arte e seus intérpretes, as quais induzem o comprador em erro e, finalmente, comprometam mesmo a sustentabilidade de todo o setor.

É também relevante para o Município de Estremoz promover e diferenciar a Produção de Figurado de Estremoz em termos nacionais e internacionais, assegurando e potenciando as características base relativamente à confeção tradicional.

Em suma, com a certificação a oferta será disciplinada e clarificada, valorizando-se assim o produto Figurado de Estremoz e o trabalho dos artesãos.

Após entrega ao Instituto de Emprego e Formação Profissional do Caderno de Especificações para o Registo Nacional de Produções Artesanais Tradicionais Certificadas, terá lugar esta primeira sessão de esclarecimento aos barristas sobre a certificação, que será dinamizada pela entidade certificadora Adere-certifica em colaboração com o CEARTE.

 

 

 

 

CME/cyberjornal, 24 Maio 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!