Incêndio na Serra de Sintra ameaça povoações de Cascais

Imagens reproduzidas: CMTV

fogoserraSintra 3(Actualização)

Esta manhã, pelas 10 horas, o fogo que deflagrou durante a noite na Serra de Sintra parece estar prestes a ser controlado, embora, a zona da Charneca continue a preocupar os cerca de 800 bombeiros que com mais de 200 viaturas combatem as chamas.

Cerca de 300 pessoas foram retiradas do Parque de Campismo da Areia, assim como 47 moradores das localidades em risco. Registam-se ainda 18 feridos sem grande gravidade, dos quais um cívil que apresenta diversas queimaduras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fogoserraSintra 1

Esta madrugada, pelas 2 horas, diversas povoações do concelho de Cascais tiveram de ser evacuadas, devido a um incêndio que deflagrou às 22.50 horas de sábado, na Peninha, Serra de Sintra.

A Aldeia de Biscaia, Almoínhas e Figueira do Guincho, assim como o Parque de Campismo da Areia, foram as primeiras povoações a ser evacuadas, devido à rapidez com que o fogo se alastrou, ganhando, inclusive uma segunda frente de fogo.

A gravidade da situação motivada, sobretudo pelo forte vento que se fez sentir durante a noite, obrigou à intervenção de mais de cinco centenas de bombeiros e de 150 veículos de combate. Por estar a decorrer durante a noite, não foi possível contar com o apoio de meios aéreos, o que caso se justifique, poderá ocorrer logo que amanheça.

Os presidentes 

das Câmaras de Sintra e Cascais, Basílio Horta e Carlos Carreiras e o próprio presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, acompanharam o sinistro desde o primeiro momento.

Segundo o Cascais24 alguns dos desalojados terão sido conduzidos para a colectividade da Malveira da Serra.

O cyberjornal vai acompanhar a situação nas próximas horas, sendo que esta nota foi redigida pelas 2.30 horas.

 

 

 

 

 

 

Cyberjornal, 7 Outubro 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!