“Incrível Fábrica de Natal” em Sintra

SintraPalacioFoto AngeloHomakFoto: Angelo Homak

 

O Palácio Nacional de Sintra irá receber, de 16 a 23 de dezembro, “A Incrível Fábrica de Natal”, um espetáculo de video mapping promovido pela Parques de Sintra e pela Câmara Municipal de Sintra, com autoria e produção do ateliê OCUBO. Durante estes dias, o mais antigo Paço real do país transforma-se numa enorme fábrica do Natal, na qual o Pai Natal coordena a sua imensa equipa de duendes, responsável por satisfazer os sonhos das crianças. 

 

 

 

 

 

SintraNatal16Como é esta fábrica? Como são construídos todos os brinquedos? Como se organizam os duendes? Nesta viagem encantada até à fria Lapónia, projetada na totalidade da fachada do Palácio Nacional de Sintra, conhecemos as respostas a estas perguntas, enquanto assistimos à frenética agitação da equipa do Pai Natal que nos mostra, passo a passo, como fabrica com dedicação os presentes de Natal, para tornar perfeita a noite mais esperada do ano.

Nesta “Incrível Fábrica de Natal”, em que as personagens virtuais interagem com a fachada do Palácio, os brinquedos tradicionais estão em destaque. Comboios de madeira, bailarinas, robôs ou bonecos de pano despertam o imaginário de miúdos e graúdos, num espetáculo revestido de múltiplas e garridas cores, ao ritmo de músicas natalícias e coreografias a preceito da quadra. 

Das 18h às 22h, de hora a hora, e com duração de 15 minutos cada projeção de video mapping, os OCUBO – os mesmos autores e produtores dos espetáculos “Circo de Luz” e “O Fabuloso Desejo de Natal”, que passaram pelo Terreiro do Paço noutras quadras natalícias – prometem espalhar, juntos das crianças, a magia do Natal. Magia essa vivida também em toda a vila de Sintra, com o “Reino de Natal” que invade o centro histórico e o Parque da Liberdade até 23 de dezembro. Durante estes dias, o Terreiro da Rainha Dona Amélia do Palácio Nacional de Sintra recebe também o “Mercado de Natal”, das 10h às 18h, com a comercialização de artigos alusivos à quadra.

CMS/cyberjornal, 8 de dezembro de 2016 

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!