Oeiras no Portugal Smart Cities Summit

OeirasPalMarquesfotoCMO Município de Oeiras marcará presença no Portugal Smart Cities Summit, que se realizará de 11 a 13 de abril, no Centro de Congressos de Lisboa, dando a conhecer algumas soluções disponíveis ao serviço do cidadão que fazem deste território um exemplo nacional de boas práticas no contexto das cidades inteligentes.

De facto, Oeiras, exemplar no contexto socioeconómico nacional, pensa agora o território como um todo e o seu funcionamento como uma cidade integrada e conectada capaz de garantir o enquadramento das infraestruturas e equipamentos necessários à concretização das estratégias de desenvolvimento concelhio num contexto metropolitano, em que através do desenho e composição do tecido urbano se concretize a cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

smartcitiesNo contexto atual de gestão territorial parece inevitável que o paradigma do desenvolvimento regional e local deva ser marcado por uma nova abordagem que permita enfrentar os novos desafios que às cidades se colocam, e que integre uma linha orientadora prioritária: o desenvolvimento sustentável e inteligente do território.

A abordagem tem necessariamente de passar pela melhor utilização das ferramentas e tecnologia que hoje temos à nossa disposição e mais importante, ser um motor da felicidade na vida das pessoas que habitam, trabalham e visitam as cidades.

E porque em Oeiras a inovação faz parte do ADN, a autarquia tem já iniciativas em curso que têm como principal objetivo melhorar a vida dos seus munícipes e melhorar a vida no seu território, dando relevo à participação pública através das novas plataformas colaborativas; apostando numa governação inteligente que redefine o uso dos espaços urbanos de forma a torná‐los aptos a dar uma resposta eficaz aos desafios gerados pelas diferentes gerações; uma economia inteligente que aposta na criação de valor através da utilização dos dados abertos; uma mobilidade inteligente que assegura a disponibilidade de infraestruturas tecnológicas e sistemas de transportes sustentáveis interconectados, inovadores e seguros; um ambiente inteligente que destaca a proteção ambiental, a preservação de condições naturais de atratividade, os espaços verdes, e a gestão eficiente de recursos e um modo de vida inteligente que baseia‐se na ligação entre as tecnologias de informação e comunicação e a qualidade de vida no geral, abrangendo a cultura, saúde, segurança pública, consumo, habitação, educação, turismo e coesão social.

Efetivamente, consciente de todos os desafios e dos benefícios estimados, Oeiras está empenhada na definição de uma estratégia, na implementação de uma Cidadania Inteligente e de uma Cidade Analítica, ou seja a capacidade analítica de recolher dados que nos permite olhar para o planeamento e para a gestão das cidades de uma forma completamente distinta do que era no passado. Hoje nós podemos tomar decisões em tempo real sobre a gestão da cidade, com os dados dos sensores e com os dados dos cidadãos, permitindo-nos ser mais inteligentes na forma como governamos a cidade e na forma como o cidadão vive na cidade.

Portugal Smart Cities Summit, com a assinatura Green Business Week, é um evento que junta exposições, conferências e networking, em suma, a partilha de conhecimentos sobre todas as áreas da vida no território, sendo um potencial de oportunidades que envolvem o conceito emergente de “cidades inteligentes”. A ONU estima que em 2050 cerca de 66% da população mundial viva nas áreas urbanas. Por isso, cada vez mais se fala em smart cities, um conceito que alia a inovação e o empreendedorismo ao desenvolvimento sustentável das cidades. Essa troca de experiências é o que se pretende com o Portugal Smart Cities Summit, cujo objetivo é juntar os municípios, as start-ups, o meio académico/científico e o meio empresarial.

Estarão presentes representantes dos municípios, entre expositores na feira, participantes nas conferências ou visitantes da mostra tecnológica. Este é um acontecimento ímpar em Portugal, com a apresentação de aproximadamente 200 projetos inovadores, dos quais 50 proveem de startups e a presença de representantes da Comissão Europeia.

 

A entrada é gratuita com inscrição obrigatória.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CMO/cyberjornal, 7 Abril 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!