S. Pedro do Estoril, na luta pelo seu património

SPEstorilpontefilipina

(Ponte filipina seiscentista de São Pedro do Estoril - reprod.)

 

Por: J. d’E.

Está em distribuição o nº 34 / Junho de Cae Água, boletim propriedade do Núcleo de Amigos de S. Pedro Estoril (NASPE).

 Na presente edição que «não segue a grafia do novo AO da Língua Portuguesa», como ali se declara, o artigo de fundo, da autoria da presidente do Núcleo, fundado em 27 de Junho de 1997 e que já mereceu, em 2001, a Medalha Municipal de Mérito e Dedicação da Câmara Municipal de Cascais, tem o sugestivo título de «PATRIMÓNIO – CONHECER, USUFRUIR E PRESERVAR» e dedica-se, com elucidativas fotografias, à beleza que envolve a chamada ponte filipina. Escreve a presidente, a dado passo:

«Estas, como outras imagens ao longo da Ribeira merecem ser alvo de atenção por quem passa, que vendo, a deve proteger. Quer pela surpresa da sua realidade, tão policromática e genuína, quer pela beleza e contrastes naturais que proporciona, perante os reflexos da luz solar e os movimentos da água doce no encontro com a salgada do Oceano, ninguém pode ser indiferente».

Recorde-se que no próximo dia 29, dia de S. Pedro, haverá na Praia de S. Pedro, no Restaurante Mar d’Sal, a partir das 19h 30m, jantar/convívio comemorativo dos 21 anos do NASPE. Uma confraternização aberta não apenas a sócios mas também a amigos e simpatizantes.

Inscrições até às 22 horas do dia 27, através dos seguintes contactos:

 

 

 

 

cyberjornal, 26 Junho 2018

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!