Experiência em voluntariado é trunfo a usar!

reconocePor: J. d’E. 

Acabo de receber o currículo de uma mestranda, onde, mui acertadamente, se incluem na experiência profissional as acções desempenhadas em regime de voluntariado.

Por coincidência, recebera não há muito, da Agência Noticiosa Salesiana, a informação de que a Confederação dos Centros Juvenis Dom Bosco, da Espanha, apresentara, a 31 de Janeiro, o projecto “Reconoce” (Reconhece), uma iniciativa que visa chamar a atenção para as condições de trabalho dos jovens. Refere-se, de modo particular, a sua dificuldade de acesso a um trabalho digno e de qualidade, acompanhada pela preocupante taxa de desemprego juvenil, superior a 50%, em Espanha.

 

 

 

 

 

 

Consciente do problema, a Confederação Dom Bosco começou por sublinhar quanto o trabalho feito por jovens voluntários, além de melhorar a vida de outros jovens e crianças, lhes proporciona também experiências que lhes aumentam as possibilidades de emprego.

Vão nesse sentido as conclusões do estudo “A situação do voluntariado juvenil perante o emprego: habilitações e potencialidades de emprego”, ora divulgado em Madrid. Essa pesquisa, da iniciativa da Confederação dos Centros Juvenis Dom Bosco, da Federação Didania e dos Escoteiros “ASDE” da Espanha, foi realizada pela consultoria especializada “Voluntariado y Estrategia”, e faz parte do projeto “Reconoce”, que tem como objectivo valorizar justamente a experiência do voluntariado nas associações juvenis e no âmbito das ocupações de tempos livres e melhorar as potencialidades ocupacionais dos jovens.

A rede “Reconoce” – www.reconoce.org – tem, por isso, o apoio do Instituto para a Juventude, de Espanha (Injuve), entidade que manifestou interesse em reconhecer o trabalho dos voluntários no contexto da educação não-formal, assim como do Conselho da Juventude espanhol.

 

 

 

cyberjornal, 20 Fevereiro 2015

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!