Portal do Utente de Matosinhos vence Healthcare Excellence

healtcareTeve lugar no passado dia 20 de outubro, no Hotel Vila Galé,em Évora, a 4ª Edição do Healthcare Excellence, uma iniciativa da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) em parceria com a biofarmacêutica AbbVie, que visa distinguir os melhores projetos de gestão hospitalar implementados durante o ano de 2016.

A Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM) recebeu o primeiro prémio pelo projeto “Portal do Utente de Matosinhos”, criado com o objetivo de colocar o utente no centro do processo de atendimento, permitindo-lhe aceder a toda a informação que necessita, apresentada de forma integrada e disponível em múltiplos canais.

 

 

 

 

 

 

 

 «O Portal do Utente de Matosinhos é uma plataforma online, criada para facilitar o acesso aos serviços de saúde dos nossos utentes, de forma simples e a partir de qualquer lugar, através do computador, telemóvel ou tablet”, explicou Nuno Antunes da ULSM.

O Portal do Utente de Matosinhos, criado em setembro de 2016 e que conta já com mais de 13.600 utilizadores, permite o registo de entrada com código QR, atualizar dados de identificação, consultar o tempo de espera das urgências, conhecer resultados de exames e análises, fazer marcações, pagar taxas moderadoras, e muito mais. O futuro está agora no alargamento de novas funcionalidades, mas também na replicação do projeto noutras unidades de saúde e na integração da informação do utente a nível nacional.

Devido à elevada qualidade dos trabalhos finalistas, o júri decidiu atribuir ainda duas menções honrosas.

A Primeira Menção Honrosa foi atribuída ao Projeto “Implementação do programa ERAS – Enhanced Recovery na cirurgia de cólon e reto”, do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que permitiu diminuir o tempo médio dos internamentos de 7 para 5 dias e reduzir significativamente o número de complicações médicas e cirúrgicas. De acordo com a equipa que defendeu o projeto, «o programa ERAS representa uma alteração profunda do processo de cuidados dos doentes, com múltiplas intervenções no sentido de diminuir o stress cirúrgico, mantendo a homeostasia e permitindo um retorno rápido às condições pré-operatórias».

Já a segunda menção honrosa foi atribuída ao Centro de Reabilitação Rovisco Pais, em Cantanhede pelo projeto de desenvolvimento da “Via Verde de Reabilitação do AVC”, criada com o objetivo de alongar a versão tradicional da “Via Verde do AVC”, que termina no tratamento de fase aguda. O projeto piloto, que envolveu também o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), pretendeu recuperar os doentes com sequelas para um programa de reabilitação integral e intensivo logo a partir das primeiras semanas após o AVC.

Na ocasião o Presidente da APAH, Alexandre Lourenço, reiterou: «A adesão que registamos à iniciativa Healthcare Excellence e os projetos apresentados são o exemplo vivo da dinâmica e da qualidade do trabalho que é diariamente realizado nas instituições do SNS em prol da melhoria do serviço aos nossos utentes».

Carlo Pasetto, diretor-geral da AbbVie Portugal acrescenta: «O Healthcare Excellence é um projeto muito acarinhado por nós, por reconhecer e distinguir as boas práticas implementadas nas unidades de saúde em Portugal e possibilitar que outros façam o mesmo. É nosso objetivo, na AbbVie, proporcionar aos portugueses melhores cuidados de saúde e simultaneamente contribuir positivamente para a sustentabilidade do SNS».

A avaliação dos projetos, que teve como critérios a inovação e a replicabilidade, esteve a cargo de Margarida Franca (APAH), Pedro Alexandre (vogal do Conselho Diretivo da ACSS), Alfredo Lacerda de Cabral (Administrador Hospitalar do Hospital Garcia da Orta) e Miguel Múrias Mauritti (jornalista do Saúde Online).

A 4ª Edição do Prémio Healthcare Excellence recebeu um total de 19 candidaturas, provenientes de hospitais de norte a sul do país. Entre os finalistas estiveram projetos do Centro de Medicina e Reabilitação Rovisco Pais, Instituto Português de Oncologia do Porto, Hospital Beatriz Ângelo, Hospital de Braga, Hospital de Cascais e Unidade Local Saúde de Matosinhos.

 

 

 

cyberjornal, 24 Outubro 2017

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!